Copa America 2020 | Tabela, Equipes, Classificacao e mais

A Copa América de Futebol é pura tradição para os torcedores, mas procura se reinventar para ser mais atraente para todo o mundo. Conheça um pouco sobre ela!

Tabela Copa America 2020:

A Copa América é a mais antiga competição de seleções nacionais e uma das mais tradicionais, pois reúne há mais de um século três grandes rivalidades entre Brasil, Uruguai e Argentina.

Por esse motivo, ela se tornou, ao longo de muitas décadas, o palco de possíveis revanches de duelos em Copas do Mundo (como o Maracanazzo em 1950) ou as batalhas em Copas Roca (atualmente chamada de Superclássico das Américas).

A Conmebol vem trabalhando desde os anos 2000 para mudar a imagem da competição, muito ligada à desorganização (com justiça) e à violência de jogos do passado, para se tornar um produto esportivo atraente e financeiramente interessante.

A ideia principal é chegar ao patamar da mais rentável das competições continentais de seleções – a Eurocopa, que chega a ter eliminatórias para uma fase final em sede fixa – um modelo idêntico ao das Copas do Mundo.

O caminho é longo, principalmente pela diferença de investimento do mercado publicitário e da receita de televisionamento. Mas a estabilidade de regulamento e as batalhas cada vez mais raras vão ajudar muito a Copa América tornar-se mais atraente aos olhos do mundo.

Tradição e qualidade de jogo não faltam! 

Qual a história da Copa América de Futebol?

As primeiras décadas, apesar do sucesso com a criação da competição, foram de muitos desafios para manter a Copa América – ou Campeonato Sul-Americano de Futebol, como foi conhecida até 1975.

O começo foi em um campeonato com apenas quatro equipes – Brasil, Argentina, Uruguai e Chile – na Argentina em 1916, vencido pelos uruguaios. E a Conmebol, ao contrário do que podemos imaginar, foi fundada após essa competição e por causa do sucesso dela.

Assim, várias edições aconteceram até após a Copa do Mundo de 1930 quando se criou um conflito entre argentinos e uruguaios que cancelou várias edições do Campeonato Sul-Americano, retornando somente em 1939.

Um fator negativo presente até hoje na Copa América são os intervalos entre as edições – ela começou sendo anual, mas com tantas dificuldades e desentendimentos, ficou sem disputa entre 1930 e 1934 e a partir de 1959 os intervalos ficaram maiores e irregulares.

Isso provocou muita desconfiança da comunidade do futebol sobre a seriedade e a organização da Copa América – que também convivia com péssimos gramados, altitudes proibitivas e episódios de brigas em campo.

Nos anos 2000, uma forma de disputa foi definida e mantida até hoje. O nível técnico da competição melhorou bastante. Porém, a irregularidade dos intervalos se manteve.

De 1987 a 2001, foi disputada a cada dois anos, de três em três anos e a cada quatro anos. Existiu em 2019, outra acontecerá em 2020 e a próxima será somente em 2024 no Equador.

É fundamental que a Copa América pegue o trilho e permita que os países se organizem melhor, em especial os clubes cada vez mais mergulhados em competições.

Sedes da Copa América por países

Entre 1975 e 1983 – três competições – a Copa América foi disputado sem uma sede fixa, as partidas obedeciam um calendário que se estendia pelo ano todo.

Porém, com o aumento de visibilidade de outras competições, como a Copa Libertadores e diversos cenários políticos na América do Sul, a Conmebol decidiu que a partir de 1987 a competição voltaria a ter uma sede fixa.

A única sede fora dos países latino-americanos aconteceu em 2016 nos Estados Unidos, em razão do centenário da competição – uma forma bem sucedida de vender o produto.

Em 2020 acontecerá a primeira Copa América com duas sedes, Argentina e Colômbia. Dessa forma, até hoje temos:

Como é disputada a Copa América de Futebol?

O modelo de disputa vem se repetindo há algumas edições – o que é um ponto muito positivo, dadas as tantas mudanças no passado. As dozes seleções – dez do continente e duas convidadas – são dividas em dois grupos de seis cada.

Primeira fase

Os jogos são em turno único e dentro do grupo, em um total de cinco jogos para cada seleção. Ao final, as quatro melhores se classificam para a fase seguinte.

Os critérios de desempate, se necessários, são:

  1. Número de vitórias
  2. Número de gols a favor
  3. Saldo de gols
  4. Confronto direto
  5. Sorteio

Quartas-de-final

Serão disputadas em 4 confrontos com jogo único.

  • Quartas 1: 2º grupo B x 3º grupo A
  • Quartas 2: 1º grupo B x 4º grupo A
  • Quartas 3: 3º grupo B x 2º grupo A
  • Quartas 4: 4º grupo B x 1º grupo A

Em caso de empate no tempo normal (não haverá prorrogação), a decisão será por cobrança de pênaltis.

Semifinais

Serão disputadas em 2 confrontos com jogo único.

  • Quartas 1 x Quartas 2
  • Quartas 3 x Quartas 4

Em caso de empate no tempo normal (não haverá prorrogação), a decisão será por cobrança de pênaltis.

Final

Será disputada em jogo único, com decisão por cobrança de pênaltis em caso de empate no tempo normal (não haverá prorrogação). 

Quais os maiores vencedores da Copa América de Futebol?

Nem Brasil nem Argentina. O Uruguai é o maior vencedor da Copa América com quinze títulos. Porém, logo em seguida vem a Argentina com quatorze e que pode empatar essa estatística jogando em casa em 2020.

O Brasil tem apenas nove taças, sendo quatro nos últimos vinte anos (metade das disputas).

Em termos de presença em finais, os argentinos sobram com vinte e oito vezes, os uruguaios com vinte e um e os brasileiros com vinte.

Paraguai, Chile e Peru foram campeões duas vezes. Os dois últimos venceram uma delas como sede. Colômbia e Bolívia tiveram uma conquista cada e como país-sede da competição.

Venezuela e Equador são os únicos países que nunca foram campeões da Copa América, assim como os países convidados. 

Quais seleções estarão na Copa América de Futebol 2020?

A Copa América é disputada pelas dez seleções dos países latino-americanos – em que pese algumas não terem participado em edições do passado, o que não ocorre há bastante tempo.

  • Argentina
  • Bolívia
  • Brasil
  • Chile
  • Colômbia
  • Equador
  • Paraguai
  • Peru
  • Uruguai
  • Venezuela

Como uma forma de aumentar a projeção da competição em todo o continente americano – resultando em cotas maiores de publicidade e televisionamento – a Conmebol resolveu convidar seleções fora da América Latina.

Na verdade, algumas seleções quase viraram permanentes pela quantidade de participações, como o México (dez edições) e a Costa Rica (cinco edições). Além delas, Estados Unidos, Jamaica, Honduras, Panamá, Haiti, Japão e Catar também já disputaram como convidados.

Qual a história do Brasil na Copa América de Futebol?

O Brasil venceu nove edições da Copa América, sendo seis delas nos últimos trinta anos (1989-2019). O país viveu o mais longo jejum dentre as três principais forças – 12 edições.

Somando-se os números das conquistas, temos:

A Seleção Brasileira é a responsável pela única goleada na história das finais de Copa América – 7-0 no Paraguai em 1949. Além disso, nenhuma final em duas ou três partidas (nas temporadas sem sede fixa) superou o número de gols dessa final.

Craques brasileiros que conquistaram a Copa América?

Dentre os inúmeros craques que o futebol brasileiro já produziu, apenas alguns conseguiram vencer a Copa América.

Isso se deve principalmente ao jejum de quarenta anos que impediu que uma legião de foras-de-série tivessem essa glória, entre eles:

  • Garrincha
  • Gerson
  • Rivelino
  • Tostão
  • Zico
  • Falcão
  • Sócrates

Dos craques privilegiados, podemos destacar:

  • Ronaldo: 1997 e 1999
  • Ronaldinho Gaúcho: 1999
  • Robinho: 2007 (artilheiro com seis gols)
  • Rivaldo: 1999
  • Romário: 1989 e 1997

Ronaldinho Gaúcho eternizou-se ainda muito jovem na goleada de 7-0 sobre a Venezuela quando marcou um dos mais belos gols da história.

Quais as curiosidades da Copa América de Futebol?

Maior público

As três maiores goleadas da competição são:

  • Argentina 12 x 0 Equador em 1942
  • Argentina 11 x 0 Venezuela em 1975
  • Brasil 10 x 1 Bolívia em 1949

Os maiores artilheiros dentre todas as edições são o argentino Norberto Mendez e o brasileiro Zizinho com 17 gols. Em um critério de desempate, vence o argentino, que disputou quatro edições enquanto Zizinho disputou seis.

O brasileiro Jair da Rosa em 1949, o argentino Maschio em 1975 e o uruguaio Ambrois em 1975 são os maiores goleadores em uma edição, com nove gols cada.

O que Pelé, Maradona e Messi têm em comum na Copa América?

Aqueles que são considerados  os três maiores jogadores de suas épocas –  e os maiores de todos os tempos, pela ordem – têm algo em comum quando o assunto é Copa América: eles jamais venceram uma edição.

Pelé esteve em apenas uma Copa América, em 1959 na Argentina. Disputou seis partidas e fez oito gols, sendo o artilheiro. Só faltou mesmo o troféu.

Maradona teve mais oportunidades, pois este em três campeonatos: 1983, 1987 e 1989. Além de não ser campeão, fez apenas três gols em 1987. A melhor colocação da Argentina com ele foi um quarto lugar.

Messi é, sem dúvida, o jogador com o pior retrospecto entre os maiores. Disputou até hoje cinco temporadas e fracassou em todas com requintes de crueldade.

Em 2007 foi vice do Brasil, em 2011 mesmo atuando em casa, viu os uruguaios serem campeões.

Perdeu duas finais seguidas para o Chile nos pênaltis, em 2015 e 2016. Para completar, foi eliminado pelo Brasil em 2019 e viu o arquirrival ser campeão.

Se a história até aqui reservou o capítulo mais amargo, Messi pode mudar completamente o seu currículo; basta vencer a Copa América 2020. Em casa.

Qual a premiação da Copa América de Futebol ao vivo?

A valores de 2019 (edição disputada no Brasil), a Conmebol distribuiu as premiações abaixo (valores em dólares):

  • Campeão: 7,5 milhões
  • Vice-campeão: 5 milhões
  • Terceiro lugar: 4 milhões
  • Quarto lugar: 3 milhões
  • Do quinto ao oitavo lugar: 2 milhões cada
  • Premiação por participação: 4 milhões cada equipe exceto convidados (1,5 milhão)

A tendência é um aumento nesses valores. Não há receita de televisionamento.

Como assistir a Copa América de Futebol ao vivo?

Sendo uma competição oficial de seleções, é natural que apenas as TV aberta e fechada possam transmitir as partidas – diferentemente dos clubes no Brasil que podem negociar outros canais como as plataformas de transmissão online.

A se confirmar o que foi firmado em 2019, a Globo e o SporTV terão a exclusividade.

Gostou desse artigo sobre a Copa América 2020?

Esperamos que ele tenha ajudado você a conhecer mais sobre a  Copa América de Futebol, o mais antigo e mais tradicional torneio continental de seleções do mundo!