Campeonato Mineiro 2020 | Tabela, Classificação, Jogos, Times, Resultados e mais

O Campeonato Mineiro 2020 é um dos mais tradicionais do Brasil na disputa por pontos na classificação da tabela que costuma se resumir em um grande clássico. Hoje vamos falar dele!

Jogos Campeonato Mineiro 2020

Pos Jogo Data Hora
1 Tombense x Caldense 14/03 16:00
2 Villa Nova x Atlético-MG 14/3 19:00
3 Boa x Uberlândia 15/3 10:00
4 URT x Tupynambás 15/3 16:00
5 Cruzeiro x Coimbra 15/3 16:00
6 Patrocinense x América-MG 15/3 16:00
7 Tupynambás x Caldense 21/3 16:00
8 Cruzeiro x URT 21/3 16:30
9 Coimbra x Tombense 21/3 17:00
10 Uberlândia x Villa Nova 22/3 10:00
11 Patrocinense x Boa 22/3 16:00
12 América-MG x Atlético-MG 22/3 16:00
13 Boa x Tupynambás 31/3 21:30
14 Villa Nova x Coimbra 31/3 21:30
15 Atlético-MG x Patrocinense 31/3 21:30
16 Tombense x Uberlândia 31/3 21:30
17 URT x América-MG 31/3 21:30
18 Caldense x Cruzeiro 31/3 21:30


Tabela Campeonato Mineiro 2020

Pos Clube P J V E D GP GC SG
1 América-MG 21 9 6 3 0 15 6 9
2 Tombense 20 9 6 2 1 15 5 10
4 Atlético-MG 18 9 5 3 1 15 6 9
3 Caldense 17 9 5 2 2 14 8 6
5 Cruzeiro 14 9 4 2 3 12 10 2
6 Patrocinense 12 9 3 3 3 10 7 3
7 Uberlândia 11 9 3 2 4 9 11 -2
8 URT 11 9 3 2 4 5 12 -7
9 Boa 8 9 1 5 3 8 10 -2
11 Coimbra 7 9 1 4 4 3 8 -5
10 Villa Nova 4 9 1 1 7 9 17 -8
12 Tupynambás 3 9 0 3 6 6 21 -15

Antes de começar o Campeonato Mineiro, a pergunta que sempre surge é: quem vencerá, Cruzeiro ou Atlético? E não é sem razão.

Essas duas equipes fazem uma das maiores rivalidades do país – e muitos especialistas apontam que apenas o Gre-Nal no Campeonato Gaúcho tem mais tradição e força.

O América tem sido um campeão esporádico demais para representar uma ameaça a hegemonia da dupla Galo-Raposa.

Porém, nada parece tão simples pelos lados da Toca: a Raposa passa pelo seu momento mais delicado da história, em profunda crise econômica e política e sentindo os efeitos negativos do primeiro rebaixamento ao Campeonato Brasileiro Série B.

O Galo quer evitar mais um tricampeonato do arquirrival e aumentar a sua vantagem em número de títulos.

E o América precisar apresentar uma mudança grande em relação ao desempenho em 2019, em especial a perda dramática da vaga para o acesso ao Campeonato Brasileiro Série A na última rodada e em casa. 


Qual a história do Campeonato Mineiro de Futebol?

O Campeonato Mineiro começou em 1915 na verdade com o nome de Campeonato da Cidade e reunia apenas os clubes da capital e das cidades próximas que comporiam, no futuro, a região metropolitana, como Contagem e Nova Lima.

Após uma tentativa de fusão frustrada em 1933, pelo alto déficit, a Federação Mineira só conseguiria unificar as disputas em 1958 e o Mineiro passou a contemplar equipes da capital e do interior.

Diferentemente da maioria dos estados (e muitos países), Minas Gerais divide seu campeonato em dois módulos: o módulo I é a primeira divisão e o módulo II é a segunda divisão. A disputa chamada de Segunda Divisão é, na verdade, o terceiro escalão do futebol do estado.

Muito confuso, não é mesmo? Mas é o futebol brasileiro com seus eufemismos (e sempre uma grande dose de política envolvida).

A edição de 1925 teve apenas duas rodadas disputadas e ficou sem campeão por décadas até que em 2012 a federação consagrou o América – e com isso o Coelho tornou-se decacampeão.

Em 1926, o Cruzeiro (na época Palestra), organizou uma nova liga e sagrou-se campeão. Porém a federação e a CBD/CBF não reconhecem até hoje, ficando apenas o Atlético. A liga foi extinta no ano seguinte e o Cruzeiro se reintegrou às equipes do campeonato que a FMF administrava.

Em 2002, os principais times abriram mão do Campeonato Mineiro para disputar a Copa Sul-Minas. A Caldense foi campeã da competição mineira e estava previsto um Supercampeonato reunindo o campeão mineiro e os times retornados da Sul-Minas.

O Cruzeiro venceu essa competição e foi reconhecido como campeão do estado pois alegava-se que a Caldense disputou uma competição menor. Mais tarde, a Caldense também foi considerada campeã e o ano 2002 então ficou com dois vencedores.

As partidas com mando de campo do Cruzeiro serão disputadas, como de costume, nos Estádio do Mineirão (estadual), com capacidade de 61.000 pessoas e recém remodelado para se tornar uma Arena FIFA e usado na Copa do Mundo de 2014.

O mando de campo do América é exercido na Arena Independência, de sua propriedade, com capacidade de 23.000 pessoas. O Atlético alterna seu mando entre os dois estados.

Qual o clube com mais títulos do Campeonato Mineiro de Futebol?

O Atlético é o maior vencedor do Campeonato Mineiro, com quarenta e quatro títulos, porém viu o grande rival vencer as duas últimas edições.

O Cruzeiro tem quarenta títulos, mas vem embalado regionalmente pela domínio cada vez maior nas taças e que possa igualar e superar o Atlético em breve. O América tem dezesseis conquistas.

Em Minas temos uma das menores quantidades de diferentes campeões – sete no total, sendo que apenas dois – Ipatinga e Caldense – venceram nos últimos vinte anos.

Dessa forma e como o Coelho venceu apenas duas vezes desde 2001, a tendência é o Campeonato Mineiro se tornar o estadual mais polarizado em duas grandes forças.

É importante ressaltar que o América detém um dos maiores feitos no Brasil: ser decacampeão mineiro de 1916 a 1925 quando o Atlético já disputava desde o começo e o Cruzeiro desde 1921.

O Atlético é o único hexacampeão (1978-1983) com uma equipe de alta qualidade que também disputou finais de campeonatos nacionais, porém sem sucesso.

O Villa Nova, de Nova Lima, é o mais bem sucedido time pequeno com um tetracampeonato entre 1932 e 1935.

Quais as curiosidades do Campeonato Mineiro de Futebol?

O Campeonato Mineiro tem um histórico com as maiores goleadas do futebol brasileiro.

As maiores são:

  • 1928: Cruzeiro 14 x 0 Alves Nogueira
  • 1928: América-MG 14 x 0 Palmeiras
  • 1929: Atlético Mineiro 13×0 Calafate
  • 1930: América-MG 13×0 Palmeiras

A lista é bem maior, o que demonstra o grande e histórico desnível entre os grandes times da capital e as equipes do interior.

O Cruzeiro chamava-se Palestra Itália até 1942 em homenagem à origem de seus fundadores.

Porém,  o clube foi obrigado a mudar de nome por causa de uma lei federal que proibiu qualquer razão social que remetesse à cultura italiana por causa do alinhamento da Itália com o governo de Hitler na II Guerra.

O Palestra Itália de São Paulo também foi obrigado a mudar seu nome: é o atual Palmeiras.

Por conta do decacampeonato, o América entrou para o Guiness Records Book.

O maior artilheiro do Campeonato Mineiro é Ninão, com incríveis noventa e quatro gols em três temporadas (entre 1928 e 1930) atuando pelo Cruzeiro. Em seguida, temos:

  • Dario (Atlético): noventa e um gols em quatro temporadas e artilheiro em todas;
  • Tostão (Cruzeiro): cinquenta e oito gols em três temporadas e artilheiro em todas.

Ao contrário do que podemos supor, o maior público do Campeonato Mineiro não foi registrado em um clássico e sim na final de 1997 entre Cruzeiro e Vila Nova com 132.000 presentes.

O maior público em um clássico entre Atlético e Cruzeiro aconteceu em 1969 com 123 mil pessoas.

Como é disputado o Campeonato Mineiro de Futebol?

O Campeonato Mineiro adota um modelo bastante simples, composto de uma fase classificatória, semifinais e final.

Primeira fase – classificatória

Doze equipes se enfrentam entre todas, em pontos corridos e turno único, totalizando 11 partidas para cada uma.

Classificam-se para as semifinais as quatro primeiras equipes. As duas últimas serão rebaixadas para a segunda divisão.

Os critérios para o caso de desempate são, pela ordem:

  • Maior número de vitórias
  • Melhor saldo de gols
  • Mais gols a favor
  • Confronto direto
  • Menos cartões vermelhos
  • Menos cartões amarelos
  • Sorteio

Semifinais

Será disputada em dois confrontos de ida e volta, sendo que o mando de campo na segunda partida será do time de melhor campanha na primeira fase.

  • Semifinal 1: colocado 1 x colocado 4
  • Semifinal 2: colocado 2 x colocado 3

Em caso de igualdade de pontos e saldo de gols, a vaga nas semifinais será da equipe que tiver a melhor campanha na primeira fase.

Finais

As finais serão disputadas em jogos de ida e volta, sendo que o mando de campo na segunda partida será do time de melhor campanha na primeira fase.

Em caso de igualdade de pontos e saldo de gols, o título será da equipe que tiver a melhor campanha na primeira fase.

Quais os times que estarão no Campeonato Mineiro 2020?

O Campeonato Mineiro 2020 não deverá surpresas quanto aos favoritos: Cruzeiro e Atlético.

Entre as equipes pequenas, não há quem possa quebrar o domínio dos três maiores da capital.

A grande novidade da edição de 2020 é o Coimbra, da cidade de Contagem, que participa pela primeira vez da Primeira Divisão Mineira após ter vencido de forma categórica o Mineiro Módulo II, equivalente à segunda divisão de Minas Gerais.

O Tupynambás, que voltou à elite em 2019 após 49 anos, também disputará o Campeonato Brasileiro Série D em 2020.

Quem ganha no Campeonato Mineiro de Futebol?

Não haverá premiação por desempenho no Campeonato Mineiro 2020. Por outro lado, as cotas de televisionamento vão existir e são um dos valores mais expressivos dentre os estaduais.

É o modelo básico que a empresa costuma negociar, com pouquíssimas variações.

O valor total do contrato é de 41,6 milhões de reais, distribuídos da forma abaixo:

  • Atlético e Cruzeiro: 14,3 milhões cada um
  • América: 4 milhões
  • Demais equipes: 1 milhão cada

Como assistir o Campeonato Mineiro de Futebol ao vivo?

A Globo mantém um contrato de exclusividade até 2021 para transmitir os jogos do Mineiro através do seu canal aberto, do canal pago (SporTV) e da venda a la carte no Premier.

Não há previsão da cessão de direitos da Globo para algum canal de transmissão pela internet, como a DAZN e a MyCujoo.

Gostou desse artigo sobre o campeonato mineiro 2020?

Esperamos que ele tenha ajudado você a conhecer mais sobre a  Campeonato Mineiro de Futebol, onde as possibilidades de título são cada vez mais restritas aos dois maiores clubes, mas nem por isso falta emoção!