Campeonato Brasileiro Feminino 2020 | Tabela, Classificação, Jogos, Times e mais

O Campeonato Brasileiro Feminino é a maior competição nacional para as mulheres e vem experimentando um sucesso maior a cada ano. Vamos ver porquê!

Jogos de Hoje do Campeonato Feminino 2020

Tabela Campeonato Brasileiro Feminino 2020

O futebol feminino está crescendo rapidamente em todo o mundo e se profissionalizando cada vez mais. Em alguns países, como o Estados Unidos, o futebol entre as mulheres é mais praticado que o masculino.

A Copa do Mundo em 2019 mostrou ao mundo o potencial do futebol feminino como evento esportivo e produto financeiro.

Suécia, Alemanha e Noruega têm campeonatos profissionalizados e de alta qualidade técnica, refletindo em seleções fortes e condições de trabalho mais justas. Como podemos ver, a geografia profissional está concentrada onde o machismo não faz parte das sociedades.

Na América do Sul, o preconceito e a desconfiança sobre o retorno ainda são grandes – e a situação crítica das economias e dos clubes contribuem para que o futebol feminino não cresça como deve e como pode.

Há um longo caminho a percorrer, especialmente no Brasil.

A decisão da CBF de exigir times femininos dos clubes para disputar o Campeonato Brasileiro Série A e a Copa Libertadores é um grande passo para criar o espaço justo.

Pena que o desbravamento ainda tenha de ser por força da lei em um país que tem algumas das melhores jogadoras do mundo, como Marte e Cristiane.

Uma característica marcante do futebol feminino no Brasil é a presença forte em todas as regiões do país e em clubes de todos os níveis econômicos.

Encontramos inúmeros clubes criados do zero para o futebol feminino, sem preocupação com área social e outros esportes e clubes pequenos e médios que veem na prática uma oportunidade de projeção e de geração de receita.

Equipes que atuam sem a forte pressão que existe no futebol masculino para sustentar grandes estruturas sociais e reinvestir anualmente em grandes elencos.

Infelizmente, muitas iniciativas amadoras colocam bons projetos a perder – e o curioso é que estão em centros mais desenvolvidos. O que mostra que, mais do que ter um time, é preciso entender o futebol feminino nas suas particularidades e no seu ritmo de desenvolvimento. 

Qual a história do Campeonato Brasileiro Feminino?

O Brasileiro de Futebol Feminino começou a ser disputado em 2013 sendo o Centro Olímpico (SP) o primeiro campeão. As três primeiras disputas foram vencidas por pequenas equipes paulistas.

O formato de disputa até 2016 teve com vinte equipes que eram selecionadas a partir do Ranking de Futebol Feminino da CBF.  A partir de 2017, foi criada a Segunda Divisão e instituído o acesso e o descenso.

O número de clubes foi reduzido de vinte para dezesseis e se manteve até hoje.

Porém, a experiência brasileira com o futebol feminino começou muito antes: de 1983 a 2003 foi disputada a Taça Brasil onde o futebol carioca dominou com o Vasco e o Radar.

Além delas, houve diversas equipes campeãs de outros centros como o Independente (PA), o Sul América (AM) e o SAAD (SP), o que demonstra que há décadas já havia um interesse pelo futebol feminino.

Entre 2004 e 2006 não houve competições nacionais, retornando em 2007 com a Copa do Brasil que durou até 2016 e quase totalmente dominada pelos clubes paulistas e já surgiram forças como o Kindermann (SC) e o Foz Cataratas (PR).

Foi disputada em paralelo com o Campeonato Brasileiro até 2016.

Qual o clube com mais títulos do Campeonato Brasileiro Feminino?

O Campeonato Brasileiro Feminino tem seis diferentes campeões e apenas uma equipe bicampeã nas sete edições até hoje.

  • Ferroviária (SP): dois títulos em 2014 e 2019
  • Corinthians (SP): 2018
  • Santos (SP): 2017
  • Flamengo (RJ): 2016
  • Centro Olímpico (SP): 2013 (primeira edição)

A Ferroviária (SP) é a atual campeã.

A expectativa para 2020 é que grandes clubes como Cruzeiro (MG), São Paulo (SP), Palmeiras (SP), Internacional (RS) tragam mais competitividade e uma projeção ainda maior para a competição.

Quais as curiosidades do Campeonato Brasileiro Feminino?

Com a obrigatoriedade de ter um time feminino, instituída pela CBF, diversos clubes de camisa pesada jogaram a segunda divisão de 2019 e são ilustres estreantes na primeira divisão de 2020 – entre eles São Paulo (SP), Palmeiras (SP), Cruzeiro (MG) e Grêmio (RS).

Acompanhando a distribuição totalmente diferente do futebol feminino pelo país, as equipes que disputaram todas as sete edições não são tradicionais do futebol masculino: Foz Cataratas (PR), Vitória (PE), São Francisco (BA) e Iranduba (AM) – as três primeiras foram rebaixadas em 2019.

Como é disputado o Campeonato Brasileiro Feminino?

Até 2018, o Brasileiro de Futebol Feminino era disputado em dois grupos na primeira fase e jogos eliminatórios até a decisão. Em 2019, a CBF alterou para um modelo misto de pontos corridos com os jogos em mata-mata.

Em 2020 serão dezesseis equipes, sendo doze da primeira divisão de 2019 e quatro promovidas da segunda divisão.

Primeira fase

Todas as dezesseis equipes jogam entre si em um turno único, em um total de quinze partidas. Ao final dessas rodadas, se classificam para a fase seguinte as oito mais bem classificadas.

Os critérios para desempate são os seguinte:

  • Maior número de vitórias
  • Melhor saldo de gols
  • Mais gols a favor
  • Menos cartões vermelhos
  • Menos cartões amarelos
  • Sorteio

Quartas-de-final

Serão disputadas em 4 confrontos com jogos de ida e volta, com o mando da segunda partida a favor da equipe com a melhor campanha na primeira fase.

  • Colocado em 1º x colocado em 8º
  • Colocado em 2º x colocado em 7º
  • Colocado em 3º x colocado em 6º
  • Colocado em 4º x colocado em 5º

Em caso de empate de pontos e saldo de gols, a decisão será por cobrança de pênaltis.

Semifinais

Serão disputadas em 2 confrontos com jogos de ida e volta, com o mando da segunda partida a favor da equipe com a melhor campanha nas fases anteriores somadas.

Em caso de empate de pontos e saldo de gols, a decisão será por cobrança de pênaltis.

Finais

Serão disputadas em jogos de ida e volta, com o mando da segunda partida a favor da equipe com a melhor campanha nas fases anteriores somadas.

Em caso de empate de pontos e saldo de gols, a decisão será por cobrança de pênaltis.

Quais os times que estarão no Campeonato Brasileiro Feminino 2020?

É na lista de  participantes de um Campeonato Brasileiro Feminino que podemos ver uma geografia completamente diferente do futebol masculino.

E diferentemente do futebol masculino, começamos a nossa análise pelas grandes estrelas: as ilustres desconhecidas.

Não há contradição: vamos encontrar equipes desconhecidas do grande público, como o Iranduba (AM), o Kindermann (SC) e o Foz Cataratas (PR) que, no entanto, têm trajetórias de sucesso em seus estados e são reconhecidas no exterior como referências do futebol feminino.

As desconhecidas de 2020 são:

Iranduba (AM)

Campeã em todas as edições do campeonato amazonense, terceira colocada na Copa Libertadores 2018 e participações na Copa do Brasil e no Campeonato Brasileiro.

Kindermann (SC)

Onze vezes campeã catarinense (um octacampeonato) em doze competições, uma Copa do Brasil em 2015 e um vice-campeonato brasileiro em 2014.

Minas Icesp (DF)

Tricampeão brasileira nas últimas quatro temporadas e campeã da segunda divisão em 2018.

Junto às forças que emergem no futebol feminino, temos a presença de clubes tradicionais e que investem pesadamente na prática – Santos (SP), Flamengo (RJ), Ferroviária (SP) e Corinthians (SP).

Como assistir o Campeonato Brasileiro Feminino ao vivo?

A se manter o que foi negociado pela CBF em 2019, as partidas do Campeonato Brasileiro Feminino serão transmitidas pela TV aberta através da Band e em streaming online pela rede social Twitter.

As duas opções não têm custo para os usuários. Existe a possibilidade de um acordo da CBF com a MyCujoo, outra plataforma de transmissões pela internet. Na segunda divisão de 2019, os clubes tinham liberdade de negociar os seus jogos individualmente e o São Paulo negociou com essa empresa.

Gostou desse artigo sobre o Brasileirão Feminino 2020?

Esperamos que ele tenha ajudado você a conhecer mais sobre a  Campeonato Brasileiro Feminino, mais um grande passo para que a modalidade tenha um reconhecimento ainda maior e traga sucesso e satisfação para muitas mulheres!